MANUTENÇÃO PREVENTIVA FAZ TURBO GARRETT SUPERAR 1,5 MILHÃO DE QUILÔMETROS

7/10/2014

Alta Resolução Enquanto o turbo permanece intacto motor já precisou de três retificas

 

O caminhoneiro Sebastião Arriel acaba de completar 1,5 milhão de quilômetros percorridos em seu Mercedes-Benz 1113, modelo 1975, com motor alimentado por um turbo Garrett remanufaturado. Ao longo desse percurso, enquanto o turbo recebeu apenas manutenção preventiva, o motor do veículo precisou de três retíficas. 

 

Manutenção adequada é a fórmula adotada por Sebastião, que utiliza o veículo para as viagens entre Sabará ou João Monlevade, em Minas Gerais, até São Paulo, no transporte de barras de ferro, da Arcelor Mittal, destinadas à produção de peças, ferramentas e produtos para diferentes aplicações profissionais.

 

Mineiro, da cidade de Perdões, Sebastião Arriel justifica a durabilidade do turbo pelos cuidados que dedica à manutenção preventiva, baseada em trocas de óleo e de filtros de óleo e de ar a cada 30 mil quilômetros, além de respeitar o regime de rotação do motor e as mudanças de marchas. E de manter o motor em marcha lenta por cerca de um minuto, antes de movimentar o veículo e também antes de desligar o motor quando parar.

 

O caminhoneiro explica que, quando precisou de uma nova turbina, recebeu de um técnico a recomendação para dar preferência a um modelo remanufaturado pela própria fábrica. E que decidiu aceitar a opinião do profissional ao saber do processo adotado pela Garrett, em sua fábrica, que envolve a avaliação do turbo usado, assim como a restauração e o aproveitamento das peças em bom estado e substituição das comprometidas.

 

“Além de custar muito menos que um turbo novo, recebi certificado de garantia que nem precisei usar. Agora, minha meta é atingir, pelo menos, dois milhões de quilômetros”, enfatiza Sebastião Arriel.
 

Tags:

Please reload

Posts Em Destaque

CIDADE DE BAURU JÁ TEM DOIS ÔNIBUS 100% ELÉTRICOS MARCOPOLO TORINO LOW ENTRY EM OPERAÇÃO

November 26, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes